Último desejo

Sonia Racy

06 de dezembro de 2011 | 23h11

Pode ter confusão caso Dilma resolva privatizar o aeroporto de Guarulhos. O terreno foi doado pela família Guinle à União, em plena Segunda Guerra, com a condição de ser construído, ali, um aeroporto militar. O que foi feito em parte da área. O restante foi transferido à Infraero, em 1972.

Tudo certo, até aí.

Desejo 2

Este ano, Dilma promulgou lei desvinculando a Infraero da Aeronáutica, cabendo agora à Secretaria de Aviação Civil, órgão da Presidência, atribuir as novas funções da estatal.

Portanto, sai Aeronáutica, entra União, o que já desfiguraria a doação. Se privatizar…

Desejo 3

A Secretaria de Aviação Civil não comenta o caso. A Infraero garante que a condição imposta pela família Guinle era de que o terreno fosse usado para fins aeronáuticos. Apesar de a Aeronáutica ter saído, os fins continuariam os mesmos. A Aeronáutica, por sua vez, informa que a questão deve ser resolvida pela Presidência da República.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.