Turista acidental

Sonia Racy

01 de abril de 2010 | 07h08

Um dos feitos de que Carlos Minc se orgulha, ao deixar o governo: a promoção do turismo nas unidades de conservação da União. “Conseguimos aumentar de 3,5 milhões para 4,5 milhões o total de visitantes”, contou ontem à coluna o agora ex-ministro do Meio Ambiente. Graças ao programa Turismo nos Parques.

Ainda assim, lamenta, o Brasil está muito longe do ideal – basta dizer que esse número, nos EUA, chega aos 140 milhões. “Lá a frequência é alta, a proteção também. E a operação dá lucro. Aqui a frequência e a proteção são baixíssimas e ainda dá prejuízo.”

Não custa lembrar: no Hemisfério Norte, os parques são privados, com fiscalização e gerenciamento público.