Tudo meu

Sonia Racy

24 de fevereiro de 2011 | 23h01

Fácil para o rei Abdullah, da Arábia Saudita, chegar em Riad anteontem e anunciar “pacote” de ajuda financeira de US$ 36 bilhões para melhorar a vida da população. E assim, tentar conter manifestações contra seu reinado.

O governo é dono da Saudi Aramco, maior exportadora de petróleo do mundo. Uma empresa de capital… fechado. Nada de ações em bolsa para ter de dar explicações aos acionistas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.