Tudo a declarar

Sonia Racy

07 de junho de 2012 | 01h07

O procurador regional da República Wellington Cabral Saraiva, conselheiro do CNJ, acaba de publicar seu contracheque na internet.

Seguindo a fila puxada por Carmen Lúcia, do STF, ele se antecipou à polêmica lei que prevê dar publicidade aos salários dos servidores públicos.

A quem interessar: em maio, ele recebeu, líquido, pouco mais de R$ 17 mil.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.