TSE começa a batalha contra o tempo

Direto da Fonte

16 de agosto de 2016 | 00h47

Foi uma típica avalanche de último dia. Mais de 220 mil pedidos de registro de candidaturas chegaram ontem ao TSE, batendo em 495 mil das 580 mil esperadas, que deveriam se completar na madrugada. E sobrou um problema.

É que, com a campanha encurtada pela metade, não haverá tempo para analisar tudo antes das eleições.

TSE começa 2

O que isso significa? Que os candidatos vitoriosos terão que se abster de festejar, dia 2 de outubro, se os seus processos ainda estiverem em andamento.

E o desafio, para os tribunais, é bem outro. Eles esperam não ser acusados, nos casos de rejeição posterior de registro, de estar interferindo nas escolhas do eleitor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.