Trump usa imprevisibilidade como arma, diz consultora

Trump usa imprevisibilidade como arma, diz consultora

Sonia Racy

20 Abril 2018 | 00h45


DONALD TRUMP. FOTO IMG ESTADÃO

Lembrete dado pela consultora americana Kellie Meiman a investidores, em videoconferência organizada anteontem pela AmCham São Paulo: não há como prever o que fará o governo Trump em 1.º de maio, quando termina a suspensão temporária das novas tarifas do aço e do alumínio.

Ou seja, não há garantia de que a “bondade” do presidente americano seja estendida por mais tempo aos exportadores do Brasil.

“O presidente dos EUA”, ressaltou a conferencista, “usa a imprevisibilidade como uma arma estratégica. É um ponto para se entender e aceitar”.

Leia mais notas da coluna:

Presidente da Eletrobrás explica como manter a estatal no governo

Nova empresa, receita para o São Paulo obter recursos