Tropa de elite

Sonia Racy

09 de dezembro de 2010 | 23h11

Lula se despede do cargo de presidente podendo levar consigo quatro servidores para segurança e apoio pessoal, dois veículos oficiais com motorista, e mais dois servidores ocupantes de cargos em comissão. Quem assegura este apoio ao quase ex-presidente é um decreto de fevereiro de 2008 que revogou outro, de dezembro de 1994, promulgado por Itamar Franco.

O que dizia o anterior? Previa mais servidores. Autorizava outros quatro em cargos comissionados comissão e até seis na categoria “gratificação de representação”. Itamar levou sua cota. FHC não: saiu levando quatro ajudantes de ordem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: