TRF-4 absolve André Vargas de segunda condenação por Moro

TRF-4 absolve André Vargas de segunda condenação por Moro

Sonia Racy

18 de julho de 2018 | 14h27

ANDRÉ VARGAS

ANDRÉ VARGAS. FOTO: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃÕ

O Tribunal Reginal Federal da 4ª Região absolveu o ex-deputado André Vargas da segunda condenação pelo juiz da Lava Jato, Sérgio Moro. Ele foi julgado por crime de lavagem de dinheiro na compra de sua casa, em Londrina (PR).

Os desembargadores Leandro Paulsen e Victor Luiz Laus votaram pela absolvição, vencendo João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Operação Lava Jato na Corte.

“É uma vitória importante”, disse o advogado Juliano Breda, que defende Vargas junto com Nicole Trauczynski. “Sustentamos desde o início a ilegalidade desta acusação”, acrescentou.

André Vargas teve a primeira condenação, de corrupção e lavagem de dinheiro, confirmada pelo TRF-4. Na ocasião, a pena de Moro – 14 anos e 4 meses – foi reduzida em seis meses.

O ex-deputado foi preso em 2015 e já poderia ter progredido de regime há mais de um ano, mas não consegue ressarcir o dano que foi alegado, de R$ 1,1 milhão, e por isso, não conseguiu ir ao regime semiaberto.