TRE paulista enxuga despesas para outubro

Sonia Racy

22 de maio de 2016 | 00h30

Mesmo com o apoio de Gilmar Mendes, que já pediu mais recursos para as eleições de outubro, o TRE paulista fez algumas contas sobre como enxugar despesas e se enquadrar em um orçamento mais modesto. O valor original, em torno de R$ 53 milhões, havia sofrido uma redução para cerca de R$ 47 milhões.

Uma das providências, no novo cenário, será limitar os mesários por seção a quatro – no passado eram mais – no primeiro turno, e a apenas três no segundo, onde houver.

O tribunal também está reduzindo gastos com energia e vai limitar o uso de transportes e os contratos com terceirizados. Outro setor que vai sofrer impacto será a comunicação. A ideia é reduzir as ações, o que inclui menos impressos e, possivelmente, desistir das camisetas de identificação dos funcionários nas tarefas do dia da eleição.