Tragédia do Rio Doce vai parar na Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA

Sonia Racy

07 de junho de 2016 | 16h19

Representantes de 15 organizações da sociedade civil apresentarão amanhã, à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, denúncia contra o Brasil pela tragédia ocorrida no Rio Doce.

Na audiência,  em Washington nos EUA,  o grupo vai relatar 14 casos –  incluindo o da barragem da Samarco, controlada pelas empresas Vale e BHP Billiton — na cidade mineira de Mariana – nos quais afirma terem ocorrido violações de direitos humanos pela atividade mineradora.