Torneira seca

Sonia Racy

11 de novembro de 2014 | 01h06

A Defensoria Pública de SP pediu explicações à concessionária Águas de Itu – onde há racionamento – sobre contas salgadas. E pode pedir abertura de ação caso fique constatada cobrança indevida. A empresa tem dez dias para responder.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.