Toga verde

Sonia Racy

18 Julho 2012 | 11h07

Curiosa sentença de um juiz da Fazenda Pública de SP. Via despacho, deu pito no advogado e sentenciou que ele evite o desperdício de papel – “atentatória ao conceito de sustentabilidade”.