Toga rebelde

Redação

14 de fevereiro de 2009 | 06h00

Pelo menos dois ministros já avisaram que não vão cumprir a nova norma do STF que obriga, sempre que se receber um advogado, a convocar também o da parte contrária.

Ricardo Lewandowski e Celso de Mello nada têm contra a ideia. Mas acham que as coisas funcionam bem em que estão.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.