Lula no país do capital

Redação

10 de março de 2009 | 06h00

Embora disponha de um andar “presidencial” no BB, da Av. Paulista e, poucas quadras adiante, das instalações do BNDES, Lula tem gostado de presidir a República, quando em São Paulo, a partir da Fiesp.

Foi lá que recebeu Alan Garcia. Depois, o primeiro-ministro holandês Jan Balkenende. E ali receberá, dia 20, Cristina Kirchner.

Perguntas que não calam: sem querer criticar as instalações da Fiesp ou o trabalho de Paulo Skaf, a opção de Lula é para dar algum tipo de apoio aos planos políticos do dirigente da Fiesp? Bateu alguma nostalgia dos velhos debates, quando líder sindical?

Ou o presidente tenta atrair para Dilma o empresariado paulista antes que José Serra passe por ali.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.