Tiro certo

Sonia Racy

25 de janeiro de 2011 | 12h39

Corre em Brasília que a Funcef e a Petros, dois dos maiores fundos de pensão do País, passaram a deter 25% do capital da Abril Educacional.

As entidades são as principais acionistas dos fundos de investimentos BR Educacional e BR Governança. Aplicaram na empresa, respectivamente, R$ 106,3 milhões e R$ 120 milhões.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.