Tipo importação

Sonia Racy

12 de junho de 2010 | 06h02

parisok

O desfile da Triton com Paris Hilton atrasou mais de duas horas, anteontem. Enquanto a socialite posava para fotos, as modelos que dividiriam a passarela com ela esperavam emburradas no backstage. Fabiana Mayer, que desfilou logo atrás da americana, disse: “Ela não quis ensaiar com ninguém. Mas foi simpática, chegou e deu ‘oi’ para todas”. Rodeada por assessores, Paris conversou com a coluna.

O que achou de ter sido considerada sexy demais para comercial de cerveja brasileira? Ridículo. Eu já vi comerciais muito mais sexies no Brasil e no mundo. Achei bobo pois o filme não foi provocativo. O povo aqui é conhecido por ser sensual. As mulheres, as mais bonitas. Nunca serei tão sensual assim.

Por que quis desfilar na SPFW? Achei a oportunidade maravilhosa. Vim há sete anos e acho que será incrível desfilar novamente. Adoro fazer o que eu faço.

O tema desta SPFW é “curtir a vida”. Como aproveita a sua? A gente só vive uma vez e tem que se esforçar para aproveitá-la de verdade. Um bom desfile, uma boa festa…

Qual é a melhor e a pior coisa de ser rica? A melhor é que você pode fazer a diferença na vida dos outros. A pior é que as pessoas acham que você é bobinha só porque tem grana.

Seu cabelo parece diferente hoje. É real? Hmmm…(risos). Fiz esse cabelão para o evento de hoje.

Como está a vida de solteira? (Assessores interrompem dizendo que ela não responderá.) E ela deixa escapar: eu aaaamo minha vidaaaaaa.

Por D. Bergamasco e M. Neustein

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.