Tipo exportação

Sonia Racy

01 Abril 2011 | 23h10

O modelo de atuação da Ame Jardins despertou interesse em moradores de outras regiões. A entidade, segundo Marcos Arbaitman, tem recebido pedidos para ampliar sua área de atuação.

Em reunião realizada nesta semana, residentes do Alto de Pinheiros solicitaram atendimento. Recentemente, grupos de Cerqueira César, Itaim Bibi, Pompeia, Perdizes e Pinheiros entraram em contato com a Ame querendo se associar.

O presidente da entidade avisa que ela está de portas abertas para replicar o modelo. “Já demos consultoria à Viva Paraíso e a uma turma de moradores de Itaquera. Por que não estender isto a outros que também precisam?”.

O que faz a Ame? Tenta cuidar do verde, da segurança, da zeladoria urbana, trânsito, uso e ocupação do solo. Coisas, cá entre nós, da responsabilidade pública.