Tipo exportação

Tipo exportação

Sonia Racy

12 de junho de 2010 | 06h01

 

5952676ok

Alice Braga tem uma missão: perseguir Anthony Hopkins pelas ruas de Budapeste. É para o longa O Rito, produção americana em que a atriz vive jornalista obrigada a desvendar mistérios sobre um padre exorcista. Ela recebeu a coluna no backstage da Cori, na SPFW, anteontem.

Como vai ser o filme O Rito? Tem direção de Michael Hoffman e não chega a ser terror. Mas é um bom suspense.

Qual é a relação da sua personagem com a de Hopkins? Ela é uma jornalista que tem que segui-lo para escrever sobre ele, um padre exorcista. Olha, quer dizer que está sendo uma honra filmar com ele. Nós já convivemos um pouco, fizemos uma cena rápida. Mas teremos um bloco de cenas maiores no final do filmagens, que terminam dia 24 de julho. Hopkins é simplesmente maravilhoso, me inspira demais.

Ele pergunta sobre o Brasil? Pergunta, ele adora o Brasil. A mulher dele é descendente de colombianos, bem latina.

Você apresenta o Superbonita, do GNT, e agora estreia em campanha de moda. Você se considera um modelo de beleza? Eu sou mais natural, gosto dessa coisa pé no chão. Não quero estar o tempo todo maquiada. Ainda não me pediram para colocar botox, por exemplo, mas acho que jamais faria mudanças assim para a vida toda. É como se te pedissem para fazer uma tatuagem. Tem um limite para mim. Cresci jogando bola, subindo em árvore. Isso tudo foi importante até para eu ter esse meu jeito mais natural, mais simples.

Por Débora Bergamasco

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.