Tio Sam acena bandeira branca

Redação

09 de outubro de 2009 | 11h25

Passados 40 anos do sequestro do embaixador americano Charles Elbrick, um dos envolvidos finalmente conseguiu – quem diria – visto para entrar nos EUA. É o ex-petista Paulo de Tarso Venceslau, que poderá, enfim, realizar seu sonho de ouvir jazz em Chicago.

Fruto óbvio da nova diplomacia do governo Obama – e impensável nos tempos de George Bush – a decisão é boa notícia para Fernando Gabeira e Franklin Martins. Os dois também eram da turma e estão legalmente proibidos de cruzar a alfândega de lá.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: