Timing poético

Sonia Racy

06 de dezembro de 2011 | 23h09

Depois do discurso deSerra, no jantar de arrecadação de fundos para o PSDB, anteontem,Zé Aníbalatacou em versos. “Não faz mal que amanheça devagar. As flores não têm pressa, nem os frutos. Sabem que a vagarosa dos minutos adoça mais o outono por chegar”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.