Tijolo por tijolo

Sonia Racy

27 Setembro 2013 | 01h03

Na busca por liquidez, a Prefeitura resolveu vender o terreno onde funciona a FGV-SP. Para quem? A própria escola.

Mandou, ontem, o processo para a Câmara aprovar.