‘Theresa May cometeu equívocos consecutivos’, diz Rubens Barbosa

‘Theresa May cometeu equívocos consecutivos’, diz Rubens Barbosa

Sonia Racy

25 de maio de 2019 | 00h55

THERESA MAY. FOTO: HANNAH MCKAY/REUTERS

THERESA MAY. FOTO: HANNAH MCKAY/REUTERS

Reino à direita

O Reino Unido vive um dos períodos mais dramáticos da sua história. “Theresa May é a ministra mais fraca dos últimos tempos e cometeu equívocos consecutivos”, opina Rubens Barbosa, que já exerceu o cargo de embaixador do Brasil em Londres. “Ela sofreu a pior das derrotas, os partidos políticos não conseguiram costurar uma saída honrosa e situação se deteriorou.”

Reino 2

May decidiu deixar a liderança do Partido Conservador antes que fosse “deixada”. Continua, sim, como premiê até dia 7 e, depois, como interina, se necessário. Já seu provável substituto na liderança do Partido Conservador é o exótico Boris Johnson, defensor de um Brexit duro. Certamente ele não traz maior esperança rumo a um bom acordo e será com May que ele terá que conversar por enquanto. O prazo dado pela Comunidade Europeia termina em 31 de outubro.

Reino 3

Segundo se apurou, há chances de se chegar a data limite… sem uma solução. Seria o pior dos mundos para os anglo-saxões.

Volta a origem

Gustavo Junqueira, da secretaria de Agricultura, abre, hoje, o Instituto Biológico – casa art déco construída nos anos 20 – para fazer a colheita dos grãos maduros dos cerca de 2 mil pés de café plantados ao lado do Parque do Ibirapuera, um cafezal urbano no coração de São Paulo.

O resultado desta ação será revertido para o Fundo Social de São Paulo.

Agremiação e clube

O movimento Livres, de Paulo Gontijo e Elena Landau, está testando a versão beta de um… clube de benefícios para associados. Foi lançado no último dia 16 e conta com 120 empresas parceiras.

A mensalidade do Livres custa R$ 24,90. Os membros adimplentes ou bolsistas têm acesso a descontos de até 60% em marcas como Burger King, Maxmilhas e Ponto Frio entre outras.

Apoio

A OAB-SP deverá fazer desagravo à advogada constrangida por usar absorvente íntimo, segundo se apurou. Ela não foi autorizada a visitar seu cliente sozinha depois de passar por “body scan” de presídio. O caso será apreciado na segunda-feira pelo conselho seccional paulista da Ordem, conforme noticiou o blog da coluna ontem.

Leia mais notas da coluna:
+ Congresso sai ganhando nos dois possíveis desfechos de atos pró-Bolsonaro
+ Ismael Ivo, do Balé da Cidade, vai se filiar ao PSDB

Tendências: