Tesouro perdido?

Redação

22 de outubro de 2008 | 06h00

Preocupação no governo federal. Técnicos do Ministério da Fazenda tentam calcular qual será a queda da arrecadação de impostos que serão pagos ano que vem pelas empresas. Afinal, são elas as responsáveis por metade do crescimento da arrecadação deste ano, que tem batido recorde atrás de recorde, mesmo sem a cobrança da CPMF.

A Receita Federal já avisou que, no ano que vem, Lula não poderá contar com o mesmo caixa polpudo de 2008. Estima-se uma queda significativa, um número para lá de milhões de reais. Os pessimistas acreditam em algo entre 10% e 15%. Será?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: