Tensão sobre a Previdência domina jantar do Lide

Sonia Racy

06 de abril de 2019 | 00h26

Mapeando erros

Tensão no ar durante o jantar do Lide em Campos de Jordão, anteontem. Apesar das ponderações dando conta de que a Previdência será aprovada, os presentes não mostravam o mesmo ânimo de 15 dias atrás. Fonte política fez as contas para a coluna: “Não podemos contar com voto da oposição. Assim, temos que convencer todos os integrantes da base do governo a votarem a favor”.

A iniciativa privada se mostrava otimista, os políticos nem tanto. Rodrigo Maia admitiu que a base do governo “não se organizou da melhor forma”mas ponderou que “não adianta olhar para atrás”. No encontro com a Comissão Especial ele acredita em debate de alto nível. “Apreendemos sempre com nossos erros.”

Mapeando 2

Para muitos dos presentes foi um descuido deixar Guedes ir à CCJ sem antes combinar com aliados. “Todos sabiam que ele ia apanhar”, disse um deputado do DEM. A oposição já havia inscrito seus oradores antes – e conseguiu controlar todo o debate durante mais de três horas.

Leia a coluna completa aqui.