Tem porco pagando o pato

Tem porco pagando o pato

Redação

29 de abril de 2009 | 06h00

Pedro de Camargo Neto mandou ontem cedo um ofício à Organização Mundial da Saúde, questionando o nome dado à gripe suína. “Batizaram a gripe com o nome errado”, explicou ontem, pela enésima vez desde que a crise começou.

Desconfia-se que o vírus da gripe tenha sofrido uma alteração por meio dos suínos – mas eles não passam a gripe para os humanos e nem morrem por causa dela. “Depois da transformação, esse vírus acabou atingindo as pessoas pelo ar. E hoje, o contágio só ocorre de uma pessoa para outra”, enfatiza o dirigente da entidade que reúne os suinicultores, chocado com a queda das vendas de carne de porco.

Essa gripe, avisa Camargo, é bem diferente da aviária, cujo vírus passa direto das aves para o homem.

Veja também:
mais imagens Embaixatriz americana Barbara Sobel capitaneia jantar no Grand Hyatt
mais imagens Sociedade de Cultura Artística promove abertura de temporada com Phillippe Herreweghe, da Orchestre Des Champs-Elysées
documentoOutras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Tendências: