Tem lógica

Sonia Racy

18 de setembro de 2012 | 01h06

Aos que estranham o fato de tanto Serra como Haddad não baterem forte em Russomanno, vai aqui uma explicação apurada junto a especialistas em eleição.

O PSDB, tradicionalmente, tem 60% dos votos no centro expandido de SP e, hoje, está com 25%. Já o PT, que conta com 50% dos votos da periferia, hoje está com 20%.

Tem lógica 2

Ao bater em Russomanno, a expectativa é de que ele caia, sim, nas pesquisas. O problema é onde, fator importantíssimo na briga para estar no segundo turno.

Não se sabe se o candidato da TV Record cairia primeiro na área dominada pelos tucanos (aí, Serra subiria, garantindo o segundo turno) ou se perderia votos primeiro na periferia – permitindo a Haddad subir e ultrapassar Serra.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.