Tartaruga

Sonia Racy

08 Julho 2015 | 01h08

Agentes fiscais da Secretaria da Fazenda estão preparando para agosto o movimento “auto de infração zero” – ou seja, nenhum débito fiscal será cobrado no mês enquanto os pleitos da categoria não forem atendidos por Alckmin.

O que eles querem? Salário igual ao de desembargador do TJ-SP, auxílio-alimentação e pagamento dos atrasados na participação de resultados. Para se ter ideia, só em janeiro houve 941 autos de infração e a arrecadação, somando multas, impostos e juros, chegou a R$ 1,7 bilhão.

Tartaruga 2

Procurada, a Secretaria da Fazenda informou que as atividades na área de fiscalização transcorrem normalmente e que as reivindicações dos servidores “são analisadas quanto à sua viabilidade e possível atendimento”.