Tabuleiro baiano

Sonia Racy

24 de fevereiro de 2016 | 01h07

Muita discussão sobre as semelhanças e diferenças entre Duda Mendonça no mensalão e João Santana na Lava Jato. Ambos publicitários, baianos, do PT, e acusados de manter conta não declarada no exterior.

Diferença: Duda admitiu que seus valores eram provenientes de campanha do PT. João assegura que nunca recebeu no exterior um centavo da campanha brasileira. Um foi julgado pelo STF com garantias asseguradas. O outro está sendo preso antes de ser julgado.

Tabuleiro 2 

Aliás, o acarajé da PF botou pimenta nos olhos de advogados, executivos e acionistas da Odebrecht.

Entre os criminalistas, comenta-se que a operação praticamente sepulta as chances de tirar Marcelo Odebrecht da cadeia. A equipe de defesa esperava, até aqui, um resultado positivo no julgamento do HC do empresário no STF, na próxima semana. Entendiam que a liberação de Delcídio Amaral tornava injustificável o cárcere de Marcelo.

Tabuleiro 3

Já executivos e acionistas, que fazem de tudo para equilibrar o caixa e sobreviver ao chumbo cruzado de policiais, procuradores e CPIs, temem as surpresas de cada dia. Motivo: o celular de Marcelo Odebrecht que está nas mãos da PF.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.