Suspense

Direto da Fonte

16 de junho de 2013 | 01h07

Antes de vender a Seara ao Grupo JBS, Marcos Molina, do Marfrig, vinha sondando a direção do BNDES para ver se o banco aceitaria um pedido de waiver (perdão de dívida) do pagamento da parcela de R$ 270 milhões. Que vence na primeira quinzena de julho.

O JBS vai assumir?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.