Sucessora no Inmetro é barrada na porta mas toma posse esta semana

Sonia Racy

31 Dezembro 2018 | 08h53

Escolhida pelo novo secretário de Produtividade e Emprego, Carlos da Costa, para presidir o Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro), a administradora Ângela Furtado tentou fazer uma visita informal ao novo emprego na sexta-feira… e foi barrada na entrada, por decisão do presidente que sai, Carlos Azevedo. Ao que se informou, Azevedo  — que até apresentou queixa sobre o episódio à equipe de transição — vinha se empenhando em continuar no posto e considerou “falta de ética” a tentativa da sucessora de entrar, a convite de um antigo colaborador do instituto.

O incidente,  garantem assessores, em nada muda os planos do secretário Carlos da Costa: Ângela deve tomar posse ao longo desta semana e sua indicação mostra o propósito de profissionalizar o setor. Sua escolha — ela é formada pela UFMG e com longa carreira na direção da Supergasbrás, da multinacional holandesa SHV Energy– “foi técnica e se contrapõe a anos de interferência política no instituto”. Costa, adiantam esses assessores, quer um Inmetro “totalmente profissional, com maior otimização orçamentária”.