STF rejeita queixa-crime da cantora Ludmilla contra deputado

STF rejeita queixa-crime da cantora Ludmilla contra deputado

Sonia Racy

20 de março de 2021 | 00h50


A cantora Ludmilla durante apresentação no Rock in Rio 2019 Foto: Wilton Junior/Estadão

 

O STF rejeitou, ontem, queixa-crime da cantora Ludmilla contra Geraldo Junior do Amaral por calúnia e difamação. O deputado atacou sua música Verdinha, frisando que “esse lixo de música não é só mais um crime, mas uma ferramenta de tragédias no País…”  

 Amaral se defendeu afirmando que a sua principal bandeira é a do combate ao crime.  

Embate  

 Alexandre de Moraes, um dos ministros que votou contra, afirmou que o debate foi “eminentemente político” e discorreu sobre a liberdade de expressão de agentes públicos.  

Disse ainda que frases grosseiras, vulgares, desrespeitosas ou com desconhecimento de causa devem ser analisadas pelo eleitores. “Eles têm o direito de saber a opinião de seus representantes políticos”. 

 Chapa única 

 A Fiesp apresenta chapa única para à eleição em julho. Josué Gomes na presidência e Rafael Cervone, primeiro-vice-presidente. No Ciesp, a mesma composição na disputa com inversão dos dois nomes. Cervone presidente e Gomes, vice. 

 Duas sentenças 

 O conselho de administração da Eletrobras dá exemplo de boa governança para a Petrobras. A estatal de energia elétrica – que entra em processo de privatização – contratou a Korn Ferry para selecionar candidatos ao cargo de CEO. Na estatal petroleira, quem escolhe é o presidente da República. O conselho se limita a…aceitar sua indicação

Buzinaço 

 Causa revolta no mundo feminino, campanha de… Marlon da Luz. Nas redes, o vereador estampa fotos de Claudia Woods, CEO da Uber, acompanhadas de frases como: “Claudinha, aumenta nossa tarifa”. E acusa a empresa de atrasar pagamentos. 

 A Uber nega. E a assessoria do conhecido “Marlon do Uber”, justifica que também Gui Telles, CEO anterior da Uber, era tratado no diminutivo.  

 Homenagem 

 A 26ª edição do É Tudo Verdade – online, de 8 a 18 de abril – presta homenagem a Ruy Guerra que completa 90 anos em agosto. A mostra exibirá obras não ficcionais do cineasta. E promove masterclass pela plataforma SESC em Casa com direito a entrevista com o diretor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.