STF 2

Redação

01 de setembro de 2008 | 17h46

Durante a sessão, Gilmar Mendes interrompeu a longa leitura do voto de Ayres Britto, para propor um intervalo. Pensaram que Britto ficaria chateado. Nada disso.

“Precisava mesmo tomar um ar”, disse o ministro a Gilmar na entrada do cafezinho.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.