“SP começou com 60% das mortes por covid e hoje tem 7% dos óbitos do País”, diz secretário Edson Aparecido

“SP começou com 60% das mortes por covid e hoje tem 7% dos óbitos do País”, diz secretário Edson Aparecido

Sonia Racy

06 de maio de 2021 | 00h50

O secretário de saúde municipal, Edson Aparecido. Foto: Nilton Fukuda/Estadão

Edson Aparecido afirma que a cidade de São Paulo começou a pandemia concentrando 60% dos casos de covid e das mortes no País. “Hoje, baixamos este número para 8% dos casos no Brasil e pouco mais de 7% dos óbitos”, comemora.

Contribuiu muito para tanto, segundo contou o secretário à coluna, o SUS. “Se não fosse o sistema, o quadro seria muito mais grave.”

Jurassic Park

Marta Suplicy não se surpreendeu com a grosseria com que foram tratadas três senadoras ontem, na CPI da Pandemia. “Sempre, no Congresso, a mulher é interrompida. São rudes, mal educados”, observa a ex-senadora.

Explosivo

Com a CPI em curso, poucos notaram que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou PL que libera a venda direta do etanol hidratado das usinas… para os postos de combustíveis. Só falta passar pelo plenário da Casa.

Vida de sócio

Márcio França está dando expediente no escritório de Anderson Pomini, seu amigo de longa data. Pomini articula chapa para sair candidato a presidente da OAB-SP.

A voz

Gloria Pires gravou a crônica de abertura da peça A.M.O.R. DE U.T.I., de Darson Ribeiro. A voz da atriz – que no momento filma o longa Vovô Ninja, de Bruno Barreto – será ouvida com espectadores, presenciais, no escuro. Estreia dia 15, no Teatro-D

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.