SOS Mata Atlântica defende Inpe contra Bolsonaro

SOS Mata Atlântica defende Inpe contra Bolsonaro

Direto da Fonte

22 de julho de 2019 | 16h52


RICARDO GALVÃO. FOTO SUSTENTABILIDADE/ESTADÃO

A SOS Mata Atlântica saiu nesta segunda-feira em defesa do Inpe e de seu diretor Ricardo Galvão, que no final de semana foram alvos de ataques de Bolsonaro. Para a entidade, as críticas, pondo em dúvida os números divulgados, são “extremamente desrespeitosas e sem fundamento, o que consideramos inaceitável”.

Parceiro da SOS desde 1989 na realização do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, o instituto, segundo a ONG, é de  excelência, tem reputação internacional e “sempre foi respeitado por todos governos anteriores, de diferentes partidos e correntes ideológicas”.

Depois das críticas feitas pelo presidente ao instituto, na sexta-feira, o ministro Marcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia, entrou — também hoje — no debate afirmando que “a contestação de resultados, assim como a análise e discussão de hipóteses, são elementos normais e saudáveis do desenvolvimento da Ciência, suas teorias e metodologias”. Disse ainda  que está pedindo ao Inpe “um relatório técnico completo contendo os resultados da série histórica dos últimos 24 meses”.

Leia mais notas da coluna:
+ Associação médica vai à Justiça contra validação de diplomas do exterior
+ Ministério da Economia tem criado medidas de estímulo ao consumo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.