Sofrida, a vida

Sonia Racy

20 de dezembro de 2012 | 01h09

Depois da conferência via web com os trabalhadores da Petrobrás, em que anunciou corte de R$ 8,025 bilhões por ano até 2015 – conforme antecipado ontem no Broadcast pela coluna –, Graça Foster conversou com um grupo mais próximo.

Segundo fonte da estatal, a presidente teria se lamentado: “Não podemos perder o investment grade”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.