Sobrevida

Sonia Racy

18 de março de 2011 | 23h01

Com o fechamento definitivo do Cine Belas Artes, anteontem, André Sturm decidiu: venderá cinco cabines de projeção e mil cadeiras para cinemas do interior.

Ele afirma que, mal comparando, é um transplante. “É uma forma de manter a continuidade do cinema em outros lugares”, afirma.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.