Sobram verbas eleitorais e faltam analistas para as contas

Sonia Racy

17 Novembro 2018 | 00h35

.

É sabido que, extintas as doações empresariais, o Congresso aumentou o Fundo Partidário de R$ 365 milhões para R$ 865 milhões em 2015. E aprovou no ano passado o Fundo Eleitoral, de R$ 1,7 bi.

O que poucos sabem: o projeto que criaria cargos de analistas para dar conta do recado foi… tirado de tramitação. Para não aumentar despesas.

Leia mais notas da coluna:
Itamaraty envia e recolhe telegrama sobre posse de Bolsonaro
Luiz Philippe ‘perde’ Itamaraty mas vira deputado