Só um terço dos que votaram com Temer na CCJ não têm irregularidade

Sonia Racy

25 Outubro 2017 | 01h00

PLENÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

PLENÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS. FOTO: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

Quando a denúncia contra Temer – que será votada hoje pelo plenário da Câmara – foi avaliada na CCJ, só 15 dos 39 deputados que apoiaram o presidente não tinham nenhum processo, inquérito ou irregularidade – seja criminal, civil ou eleitoral – listado no site Ranking dos Políticos. Ou, seja, um terço do total.

A plataforma, inaugurada na semana passada, foi criada por Alexandre Ostrowiecki e Renato Feder, ambos da Multilaser. Bem como por Rogério Chequer, do Vem Pra Rua.

Senadores perdem
ponto no caso Aécio

Ainda segundo o ranking, 31 dos 44 senadores que livraram Aécio têm processo na Justiça. Mas todos os 44 perderam 30 pontos na classificação recém-criada.

Leia mais notas na coluna:

Temer diz estar tranquilo com votação de denúncia na Câmara

Bono, The Edge e Noel Gallagher fazem festa em bar