Só quem paga

Sonia Racy

15 de maio de 2014 | 01h03

A Fifa está nos finalmentes de seu plano antimarketing de emboscada – que deve ser entregue ao governo brasileiro nos próximos dias. Segundo se apurou, uma das maiores preocupações de Joseph Blatterpara este Mundial (além das manifestações e da infraestrutura, claro) é evitar que marcas não patrocinadoras peguem carona nos jogos.

A federação teme que se repitam no Brasil ações como a da cervejaria holandesa Bavaria, na África do Sul, em 2010. Na partida entre Holanda e Dinamarca, um time de garotas entrou no estádio Soccer City vestindo laranja e fez propaganda nas arquibancadas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: