Só o necessário

Sonia Racy

13 de junho de 2012 | 01h10

Com a Lei de Acesso à Informação, conselheiros do CNJ estudam um jeito para não expor demais a vida privada dos servidores com a publicação de seus contracheques.

Querem evitar que apareçam informações como pagamento de pensão alimentícia ou empréstimos, por exemplo.

Necessário 2
E para que os holerites não venham a público individualmente, a Procuradoria Geral da República se organiza para colocar todos, simultaneamente, no ar. O STF faz o mesmo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.