Só dá Maria Flor

Sonia Racy

19 de janeiro de 2012 | 23h01

Depois de arrancar elogios de Anthony Hopkins – com quem contracenou no longa 360 –, Maria Flor tem muitos motivos para comemorar. Além do longa de Fernando Meirelles, a atriz também comanda o programa Todo Mundo, sucesso no Multishow, sobre brasileiros que vivem em Londres. Por telefone, a atriz conversou com a coluna.

Como foi trabalhar com Anthony Hopkins?
Fiquei muito nervosa. Pensei: “Gente, como eu vou contracenar com essa lenda?”. Mas, na hora, ele foi muito normal. Não se colocou acima de ninguém. Era mais um ator dentro do set.

Você quer investir em uma carreira internacional?
Tenho vontade. É mais um mercado que se abre com o lançamento do 360.Vou tentar fazer isso acontecer. Mas sou brasileira. Construí minha carreira aqui. Gosto do jeito que criamos nossa cinematografia.

A ideia de fazer um programa em Londres partiu de você ou do Multishow?
Já tinha um convite do canal e acabei ficando em Londres depois das filmagens do 360. Achei que seria legal falar sobre as histórias dos brasileiros que moram lá.

E a repercussão?
Foi muito legal e surpreendente. Não achei que as pessoas iam se interessar tanto pelo assunto.

/MARILIA NEUSTEIN

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.