Sinal amarelo

Sonia Racy

27 de abril de 2013 | 01h08

A PF tem escuta indicando que integrantes da chamada “Máfia do Asfalto” usaram o escritório de Cândido Vaccarezza, em São Paulo, para realizar reunião. A gravação mostra um homem chamado Valtercombinando encontro no local com o empreiteiro Olívio Scamatti, preso durante a Operação Fratelli.

Procurado pela coluna, Vaccarezza nega que o encontro tenha ocorrido. E diz que Olívio nunca esteve em seu escritório. Também afirma desconhecer quem possa ser Valter.

Sinal amarelo 2

Além de Vaccarezza, os nomes de dois ministros do governo Dilma são citados na mesma investigação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: