Simples assim

Sonia Racy

06 de março de 2010 | 06h11

A assessoria de Hillary foi mais realista que a rainha: pediu que todos se dirigissem a ela, durante a visita, como secretária de Estado.

Em rápida conversa com William Waack, da Globo, antes da apresentação na Faculdade Zumbi dos Palmares, liberou: “Quero que me chamem de Hillary”.