Para senadores, gestão de Eunício enfraquece a Casa

Sonia Racy

10 Julho 2018 | 00h45

EUNÍCIO OLIVEIRA
EUNÍCIO OLIVEIRA. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

A condução do Senado por Eunício Oliveira tem sido motivo de crítica de senadores de todo o espectro político ,segundo fontes ouvidas  pela coluna. Ávidos por visibilidade, dizem que a Casa perdeu protagonismo e se limita a confirmar decisões tomadas na Câmara ou no Executivo.

Uma das queixas é falta de cobrança sobre as pautas nascidas no Senado e que estão  nas mãos de Rodrigo Maia, na Câmara.  Estão travados projetos sobre segurança e supersalários, por exemplo. Temem que o mesmo aconteça com o debate sobre venda de etanol.

Sob pressão, sem reação

Eunício também é criticado por colocar em votação — em lugar de devolver — MPs que  chegam ao Senado um dia antes de caducar. Uma outra queixa: os dias com quórum são aproveitados primordialmente para apreciar assuntos que são do interesse imediato do governo.