Sem violência…

Sonia Racy

09 Julho 2015 | 01h14

A um mês de a Lei Maria da Penha completar nove anos, está na mesa de Alckmin, aguardando sanção, lei da Assembleia que cria a Promotoria de Justiça de Combate à Violência Doméstica.

A proposta, mandada pelo procurador-geral do Estado, Márcio Elias Rosa – e aprovada por unanimidade às vésperas do recesso –, também autoriza mais 30 cargos de promotor de justiça para a capital. Onde tramitam cerca de 65 mil processos sobre a violência contra a mulher.