Sem solução?

Sonia Racy

18 de agosto de 2015 | 00h21

A trégua acordada entre a Sete Brasil e seus credores terminou ontem. Isto significa que os bancos estão liberados para entrar com ações judiciais contra a empresa devedora.

Solução 2 

Consta, no entanto, que eles têm um primeiro alvo preferencial: um fundo garantidor de crédito do governo – criado para assegurar parte das operações.

Por que o impasse? A Petrobrás reluta em garantir a contratação das sondas. Mesmo sabendo que gasta, por ano, US 5,5 bilhões em aluguel de plataformas estrangeiras.