Sem sal

Sonia Racy

19 de janeiro de 2011 | 23h02

André Fischer, diretor do site gay Mix Brasil, comentou a eliminação de Ariadna na primeiro paredão do BBB, anteontem. “Foi prova da caretice e atraso do público brasileiro, já que edições internacionais do programa tiveram transexuais bem aceitas”, acredita.

Fischer cita, porém, erro de estratégia. “Ela poderia ter se revelado na casa. Assim, o receio dos outros pareceria preconceito e, talvez, não a levassem ao paredão”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: