Sem sacolas

Sonia Racy

29 de maio de 2012 | 01h07

A abertura do Shopping JK pode encalhar de novo. O Ministério Público Estadual entra hoje com Adin (ação de inconstitucionalidade) no STF – contra artigo da lei municipal dos polos geradores de tráfego, que obriga a Prefeitura a liberar o funcionamento do centro de compras. Mesmo sem que as exigidas obras, para amenizar o trânsito decorrente do JK, estejam concluídas.

Para o MPE, toda contrapartida – de todo e qualquer empreendimento gerador de tráfego – tem de estar concluída antes de seu funcionamento.

Se o STF acatar a ação…

Sacolas 2

Outra pedra. O juiz relator Vicente de Abreu Amadei, responsável pela sentença proibindo a abertura do shopping, entrou de férias. Só volta em julho.

E apenas ele pode rever a sentença dada.

Terceira pedra: Cláudio Lembo, da secretaria dos Negócios Jurídicos da Prefeitura, pediu para ver o processo que autorizaria o Shopping JK a funcionar. Mas, até agora… não o devolveu.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.