Sem destino

Redação

17 de fevereiro de 2009 | 06h00

A Bienal pode repetir o seu “vazio” do ano passado.

Ante a falta de recursos, Rubens Barbosa recusou a tarefa de, como seu presidente, tentar repor a Fundação Bienal nos trilhos. Mesmo com apoio de Serra e Kassab.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.