Sem crime

Sonia Racy

12 Agosto 2015 | 06h53

Sobre a atual crise política, FHC mantém seu silêncio. Mas o ex-presidente não se furta a falar sobre uma bandeira sua, a descriminalização das drogas — o processo será julgado amanhã no Supremo.

“Se espera que o STF venha a confirmar que o usuário de drogas não é um criminoso a ser encarcerado. Nos casos de dependência é uma pessoa  que precisa de tratamento”, afirma, em texto a ser divulgado no site jurídico Jota.

Fernando Henrique  cita o exemplo de Portugal, “que prevê  a quantidade estimada para dez dias de consumo  e tem funcionado bem”.

Sem crime 2

A experiência portuguesa, a propósito, foi levada às mãos de Gilmar Mendas quando ele preparou seu parecer, como relator. Na média, entre 2001 e 2012, o país teve 3 mortes por overdose a cada milhão de habitantes.

A média na Europa? 17,3 mortes por milhão.